SINDESP

Agosto Dourado

JESS PORTAL DA NOTÍCIA – EDIÇÃO -3.083-SINDESP.ORG.BR

O Agosto Dourado é um mês dedicado ao incentivo do aleitamento materno. Com a celebração do Dia Mundial da Amamentação em 1º de agosto, o mês dá início à Semana Mundial de Aleitamento Materno.Em virtude de datas como essa, os índices de aleitamento materno aumentaram no Brasil, segundo resultados preliminares do Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil (Enani), do Ministério da Saúde. Além disso, foi constatado que mais da metade das crianças nascidas em 2019 e 2020 continuaram a ser amamentadas no primeiro ano de vida, prática fundamental para garantir um desenvolvimento saudável para a criança. Entenda melhor a importância do Agosto Dourado na amamentação.

COMO SURGIU A CAMPANHA? – A história do Agosto Dourado teve início em 1990, durante um encontro da Organização Mundial de Saúde (OMS) e a Unicef, no qual foi fundada a Aliança Mundial de Ação Pró-Amamentação.  Um ano depois, em 1991, a Aliança criou a Semana Mundial de Aleitamento Materno. Todos os anos, nessa data, é definido um tema para ser explorado e divulgado em 120 países, incentivando a amamentação. No Brasil, a Lei nº 13.435, de 2017, institui o Agosto Dourado como mês do aleitamento materno, dias em que serão intensificadas ações de conscientização e esclarecimento sobre a importância do aleitamento na vida da mãe e do bebê.

QUAL A IMPORTÂNCIA DA AMAMENTAÇÃO? Um dos objetivos do Agosto Dourado é esclarecer sobre a importância da amamentação. Afinal, o leite materno é considerado o melhor alimento para o bebê após o nascimento. Formado por substâncias, como proteínas, carboidratos e gorduras, o leite materno garante que o bebê cresça e se desenvolva de forma saudável. É por meio desse alimento que a criança recebe anticorpos da mãe, garantindo que fique protegida contra doenças que podem ser fatais logo após o nascimento. Por ser rico em anticorpos produzidos no corpo da mãe, o leite materno é uma defesa natural para o bebê, o que garante o fortalecimento do sistema imunológico dele.

  • Proteção para o coração:Segundo um estudo de pesquisadores da Universidade de Granada, na Espanha, o leite materno tem efeito positivo na pressão arterial do bebê, a curto e a longo prazo, assim como na mãe. Esse fato auxilia na proteção cardiovascular de ambos devido aos efeitos anti-inflamatórios. Desenvolvimento do sistema nervoso: Ao amamentar, a mãe oferece ao bebê o DHA (ÁCIDO DOCOSAHEXAENOICO) por meio do leite. De forma geral, essa substância é responsável por participar da formação de células nervosas, facilitando a comunicação entre elas. Essa ação é fundamental nos primeiros 5 anos de vida, quando grande parte do cérebro está em desenvolvimento. Dessa forma, a oferta de DHA ao bebê se torna outro dos benefícios da amamentação.
  • PREVENÇÃO CONTRA ANEMIAS:Por ser constituído por diversas substâncias fundamentais para o bom funcionamento do organismo, o leite materno contribui também para a prevenção de anemias no bebê. São elementos, como a vitamina B12 e o ácido fólico, muito importantes para a produção de células vermelhas, responsáveis pela produção de oxigênio no sangue, que previnem o adoecimento da criança.

BENEFÍCIOS DO ALEITAMENTO PARA A MÃE -Além dos inúmeros benefícios da amamentação na vida do bebê, a mãe também acaba sendo protegida e favorecida pela produção de leite e pela amamentação em si. Entre os principais benefícios que a mãe obtém ao amamentar, estão:

Diminuição do sangramento no período pós-parto; -Aceleração na perda de peso; Redução da incidência de cânceres de mama, do ovário e do endométrio; Proteção contra doenças cardiovasculares; Proteção contra a osteoporose.