SINDESP

Bom Para Ler e Importante Para Saber

JESS – Portal da Notícia – Edição 1.955 – sindesp.org.br.

Doenças Neurodegenerativas

CONCEITO: são doenças incuráveis e debilitantes que têm como efeito a degeneração progressiva e/ou morte dos neurônios.
TIPOS: Alzheimer – Parkinson – Esclerose Múltipla – Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) – Doença de HUNTINSTON

CAUSAS: Genéticas, Fatores Ambientais, Má Alimentação e Sedentarismo

SINTOMAS: Fraqueza Progressiva, Atrofia Muscular, Perda de Equilíbrio, Perda de peso, Cãibras Musculares, Gagueira e Alteração na Voz Contrações Involuntárias.

PREVENÇÃO: Atividades Físicas podem diminuir pela metade o risco de doenças NEURODEGENERATIVAS, além de auxiliar na memória, concentração, autocontrole , auto-estima, sono regular

ALZHEIMER: De modo sorrateiro e gradual, ele solapa funções celebrais como a memória comprometido o dia a dia até que a pessoa vire dependente de outra para executar as atividades mais básicas. Indicações e frequência – Dança, Natação, Caminhada, TAI CHI CHUAN

PARKINSON: É caracterizado pela diminuição drástica na produção de DOPAMANA, um neurotransmissor que atua na coordenação dos nossos movimentos, permitindo que os façamos de forma automática.Por essa razão, seus principais sintomas são tremores em repouso, rigidez muscular, lentidão e falta de equilíbrio. Com o tempo, o mal pode alterar a cognição e o comportamento, além de remédios e atividade física auxilia a controlar as manifestações da doença – pois combate a fadiga e melhora tônus muscular – a prevenir a deterioração cerebral e a formar novas conexões entre os neurônios . Indicações e frequência: atividade aeróbica, musculação , equilíbrio e alongamento

DIVERSAS PESQUISAS EXTRAIDAS DO MANUAL DO COLÉGIO AMERICANO DE MEDICINA DO ESPORTE – COMPLETA MATÉRIA FOI DIVULGADO NO JESS