SINDESP

SINDESP – Liberdade De Imprensa

JESS-PORTAL DA NOTÍCIA EDIÇÃO 2.634 – SINDESP.ORG.BR

O professor em classe fundamenta-se no programa da disciplina com liberdade de exercer suas atividades do magistério dentro da formação acadêmica, qualificação e experiência, observando a ética, o respeito e a dignidade profissional. No entanto alguns notáveis e eventuais leitores do jornal eletrônico (periódico oficial) e integrantes de grupos de redes sociais desvirtuam, basicamente, o sentido prático da informação na sociedade contemporânea e digital.

 

Desrespeitadores dos direitos humanos resolveram impor a censura atingindo a LIBERDADE DE IMPRENSA, isto é, a capacidade de um indivíduo em publicar e dispor de acesso a informação através dos meios de comunicação em massa. Fazem parte do conjunto criticado os eventos (aniversários, datas comemorativas, celebrações sacras, notas de pesar, etc.), fatos diversos, especialmente, utilidade pública, essencial em toda corporação, idéias e pessoas (homenagens entre outros). O jornalismo é um trabalho informativo, efetuado periodicamente, e difundido através dos veículos de comunicação social dentro de estrutura típica e de normativos reguladores de atuação. A gratuidade, a experiência, a formação, o considerável exercício profissional, a habilitação, a abnegação, edição de 2.650 notícias não merecem depreciação, censura e intolerância, além da incomparável, dedica e preciosa colaboração dos ilustres colegas. Agradecemos as inúmeras manifestações coerentes de solidariedade da Diretoria Sindical, filiados, amigos, admiradores, jornalistas. É preciso conhecer e interpretar a Lei 2.083 de 12/11/1953 – Art. 1º liberdade de imprensa e as peculiaridades estabelecidas na Constituição Federal.

QUO USQUE TANDEN, INGRATUS, ABUTERE PATIENTIA NOSTRA
“SE A LIBERDADE SIGNIFICA ALGUMA COISA, SERÁ SOBRETUDO O DIREITO DE DIZER ÀS PESSOAS O QUE ELAS NÃO QUEREM SABER”