SINDESP

UECE Giro De Notícias

PORTAL DA NOTÍCIA – EDIÇÃO 3.005-SINDESP.ORG.BR

ESPECIALIZAÇÃO EM TREINAMENTO ESPORTIVO – O Centro de Ciências da Saúde da Universidade Estadual do Ceará (UECE) está com inscrições abertas para a 9ª turma do Curso de Especialização em Treinamento Esportivo. O curso é destinada a bacharéis e/ou licenciados em Educação Física e profissionais de áreas afins, portadores de diploma de nível superior. CAMPUS ITAPERI. Clique aqui para mais informações e inscrições. Contato: (85) 99600-1805 (AILSON RABELO)

MESTRADO PROFISSIONAL EM GESTÃO EM SAÚDE -Universidade Estadual do Ceará (UECE) divulga a Chamada Pública nº 43/2022, que visa processo seletivo do Curso de Mestrado Profissional em Gestão em Saúde (MEPGES),turma VIII, para ingresso no primeiro semestre de 2023.Serão ofertadas 40 vagas, distribuídas em duas linhas de pesquisa – Gestão das organizações de saúde, tecnologias e inovação; e Produção de tecnologia de políticas, de gestão e avaliação de serviços, programas de saúde, validação de produtos tecnológicos e de inovação. Destas, 30 vagas serão de livre concorrência e 10 vagas destinadas à Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (SESA). As inscrições estarão abertas no período de 18 de julho a 31 de agosto de 2022, por meio de formulário eletrônico. (O link estará disponível somente no período informado). Acesse http://www.uece.br/mepges para ler o edital. 

ABERTA A VOTAÇÃO PARA ESCOLHA DO TEMA DA XXVII SEMANA UNIVERSITÁRIA – A Universidade Estadual do Ceará () abriu votação para definir o tema da 27ª edição da Semana UECE Universitária, que será realizada no período de 7 a 11 de novembro de 2022, em formato híbrido. Estudantes, professores e servidores da UECE devem votar no tema de preferência até o próximo dia 10 de julho. Veja abaixo os temas propostos

Desafios, demandas e perspectivas no pós-pandemia: o papel da universidade pública Descrição: O pós-pandemia impõe a implementação de estratégias para mitigação dos prejuízos resultantes do isolamento social imposto pela Covid-19, que se materializam nos processos de ensino e aprendizagem, mas que não se limitam a eles. É, ainda, necessária a implementação de espaços de discussões e de reflexões sobre os caminhos que nos trouxeram a uma pandemia e sobre como nossas ações podem acelerar ou retardar processos semelhantes. Assim, ancorando-se na missão institucional de “produzir e disseminar conhecimento e formar profissionais para promover qualidade de vida das pessoas, competência tecnológica e desenvolvimento sustentável”, a Universidade Estadual do Ceará, abre espaço para essas discussões, reflexões e proposições dentro da XXVII Semana Universitária. Universidade como espaço de defesa da ciência, da democracia e das liberdades individuais e coletivas Descrição: A missão institucional de “produzir e disseminar conhecimento e formar profissionais para promover qualidade de vida das pessoas, competência tecnológica e desenvolvimento sustentável” nos leva à compreensão da academia como espaço propício para o debate de ideias, a reflexão sobre temáticas de interesse da sociedade e, principalmente, a proposição de ações para o bem-estar social. Considerando, ainda, as demandas contemporâneas, que tornam a reafirmação de direitos fundamentais uma necessidade de todas as pessoas que defendem as instituições democráticas, a Universidade se propõe a demarcar sua defesa da democracia, das liberdades individuais e coletivas e da ciência. Duzentos anos de independência. Para quem? De quem? A estrutura de funcionamento da realidade brasileira nasceu com a colonização moderna, com ações que se sobrepuseram à memória e à cultura dos povos ancestrais brasileiros. O ciclo de duzentos anos de independência no Brasil provoca questionamentos sobre o processo de libertação das amarras instauradas nas várias dimensões da realidade nacional. A quem beneficiou a ideia de libertação colonial que cultivamos atualmente? De quais referências e instituições nos distanciamos? Qual referencial baliza atualmente a vida cultural, econômica e política da sociedade brasileira? Essas questões são pertinentes e atuais na condução da produção científica que busca romper com a reprodução da desigualdade em suas mais diversas formas.